31 de maio de 2007

Dias atarefados...*

Não é novidade que estas semanas têm sido caóticas, cheias de trabalhos e bec bec bec. Alias, eu faço questão de dizê-lo no blog, quão chateada isso me deixa. Mas hoje foi um dia literalmente atarefado. Depois de acordar cedo (e pouco ter dormido) aulas, uma frequência, mais aulas, e depois surgiu a oportunidade de um encontro com uma pessoa que muito tinha para me ensinar: um jornalista famoso (que, por enquanto, não posso dizer o nome) disponibilizou-se para, durante uma hora, e num encontro informal, dar-me a conhecer (e a alguns amigos meus) muito do mundo jornalístico actual que não fazíamos ideia. Esclareceu-nos dúvidas, deu-nos pontos de vista, abriu-nos as portas para apreciações diferentes do que temos aprendido. Realmente os media são muito mais complexos do que se acha, e hoje senti que tenho tanto para aprender neste meio. Se há pessoa que fez o meu dia ser atarefado e cheio de correrias foi esse jornalista, mas bem que valeu a pena. Foi, sem dúvida, dos sessenta minutos mais produtivos dos últimos tempos: troquei as fotocópias de estudo por um encontro real, palpável, onde tenho a certeza que aprendi muito mais. Para terminar em beleza, uns pastelinhos de Belém souberam-me a uma lembrança do passado em que vinha a Lisboa de vez em quando e parar ali era mais que obrigação. Agora moro em Lisboa e mal ponho lá os pés.
Obrigada H. e queridos colegas pela tarde de estudo intensiva, mas, e sem qualquer dúvida, fascinante.
* lembram-se da reportagem que eu tanto me queixava que tinha que acabar, há umas semanas? tive uma boa nota, sim senhores=)

7 comentários:

Pedro de Payalvo disse...

na altura que andei no secundário, escolhi, apartir do 10ºano, o que se chamava Humanisticas, e não sei porquê fui parar a uma turma de Jornalismo/Turismo, vou lembrar-me para sempre do meu Prof. de Jornalismo, era o José Peixe, eu não ligava muito às aulas, fossem elas quais fossem, não só as de Jornalismo, mas gostava do Peixe...
Parabéns pela boa nota, só leio o teu blog há 2 dias, mas pelo que li, acreditei logo que ias ter uma boa nota...

100 Sentidos disse...

Parabéns pela reportagem...
O mais engraçado é que também estive nos pastéis de Bélem hoje à tarde!

Elden disse...

Por mais que os livros nos ensinem, não há nada melhor do que dar "dois dedos" de conversa com alguém expert naquilo que faz. Além de ser único é também enriquecedor tanto a nível emocional como a nível profissional..

Parabens pela nota

ticha disse...

Parabéns pela boa nota, o esforço é sempre muito bem recompensado... :)

n disse...

eheh, se eu fosse anti-centralista diria:
"pois é! os políticos em Lisboa acham que a capital é muito importante, mas o resto do país só lhe reconhece o valor dos seus pasteis de nata"

Mais a sério. Isso já aconteceu comigo. Um primo meu de quem gosto muito veio morar um ano para o Porto (era de coimbra) e esse é capaz de ter sido o ano em que menos o vi. Já me aconteceu também com amigos. É mesmo estúpido e incomparavelmente mais grave do esquecer pasteis de nata.
Parabéns pela nota!

Inês disse...

É sempre bom ouvirmos a voz da experiência de alguém que trabalha da nossa área. Se gostarmos do que fazemos deve ser melhor ainda!

Anónimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu