1 de julho de 2007

Meus queridos amigos terroristas...

Deixo-vos aqui um espacinho no Conversa Perdida. Eu sei que vocês provavelmente não têm mais nada que fazer, as vossas mulheres já não vos podem aturar e estão fartos de explodir homens-bomba nos vossos países, por guerras estúpidas que os vossos países e as potências mundiais criaram. Mas toda esta situação no Reino Unido deixa-me assim um bocadinho preocupada. Pode ser que isto tudo seja um grande exagero da polícia britânica, mas o que é certo é que este nosso mundo está cada vez mais estranho e perigoso, e eu começo a questionar-me, cada vez que penso em férias, que país escolher que seja seguro.

Isto tudo para dizer que não me agrada nada as ultimas noticias da GB, desde o carro com explosivos, o jipe do aeroporto de Glasgow, o hotel evacuado de Liverpool, e o que por aí virá... Queridos terroristas, se por acaso calharem no meu blog assim por acaso, Portugal é um país fofinho, sim??? Não tenham muitas ideias que, se isto aqui já anda em crise sem ataques, não sei como ficaria com as vossas bombas fofinhas e os vossos ataques super queridos com aviões e morrer pela religião e bec bec bec...

Assim, tentem não explodir aqui com nada, 'tá bem? principalmente com nada no Algarve, nem com a cerimónia das 7 maravilhas, que diz que eu estudo lá perto. 'Tá bem, meus queridos??? Sim? Sim? Muito obrigada!


Uma especial homenagem À Princesa do Povo que faria hoje 46 anos.

6 comentários:

100 Sentidos disse...

Minha querida, precisava de te fazer umas perguntinhas mais pessoais...
Não há por aí um e-mail que se possa utilizar?
O meu está lá escrito no blog!
Beijo

Cαtiα disse...

Sabes o que é que eu pensei? Agora com esta cena das 7 maravilhas do Mundo...Portugal tem que estar em alerta!

Enfim terrorisses à parte, mudei o nome e o respectivo link do meu blog! Passa lá quando puderes!

Pedro de Payalvo disse...

que parece que princesa, só no titulo...

n disse...

"Portugal é um país fofinho, sim??? Não tenham muitas ideias que, se isto aqui já anda em crise sem ataques, não sei como ficaria com as vossas bombas fofinhas e os vossos ataques super queridos com aviões e morrer pela religião e bec bec bec..."

Adorei esta parte!
Especialmente quando dizes que Portugal é um país fofinho.
Sinto imensa ternura por este país e por isso achei imensa piada a "fofinho".
Ternura, porque apesar de tudo é um país de bravos. E os bravos evidenciam-se em situações de crise extrema.
Para mim o "problema" (ou a outra face da moeda) é mesmo esse. É que de facto nunca chegamos a estar numa verdadeira crise (apesar de tudo, da situação financeira, de se sentir no bolso, acho que em geral ainda está dentro da margem do aceitável, para o português mais velho, que tem memória de tempos piores de pobreza e de regime, acaba por ser uma crise relativa), nem tivemos na nossa história recente coisas como guerra devastadora dentro do própio território, como os países que estiveram envolvidos na segunda grande guerra.
Quando estava a ler o teu texto ocorreu-me que se calhar (e infelizmente sendo apenas nessas situações) se ataques terroristas ocorressem no nosso país o povo unir-se-ia muito mais, seria mais solidário e o país avançava.
Obviamente que não desejo nada disso, nem parecido. Gostava que nós portugueses (que somos uns porreiros porque, apesar de dizermos mal de tudo, no fundo satisfazemo-nos com pouco e estamos em geral bem) puxássemos da nossa bravura e exigência, não só nos momentos em que é mesmo preciso (estou a lembrar-me de quem viveu no estado novo e fez a revolução - tb é preciso mt coragem para mudar as coisas sem derramar sangue, sem estrebuchar - mas tb da solidariedade com Timor em 99), mas também na empresa quotidiana de fazer de portugal um país bom.
Justo, solidário e limpo, rico em valores e cultura.

ticha disse...

as coisas por lá não estão bonitas, n senhor...
era meterem uma bomba no parlamento ou assim.. mas não, calha sempre ao zé povinho.

É das coisas que n percebo.
Eu cá se fosse terrorista sabia muito bem onde é que ia meter uma bomba!!

teorias disse...

hehehe... tiveste imensa piada!
Não acredito que nos ataquem... os terroristas podem ser fanáticos, mas não são estúpidos... para quê atacar o nosso país? Por termos umas dezenas de militares no Afeganistão que se tiverem problemas com os veículos têm de pedir alguns aos espanhóis? Atacar Portugal seria fácil de mais... e sendo fácil teria menos impacto... eu acho que o bombista-suicída destacado para Portugal não vem porque está doente... hehehe